quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Crise dos 30 e as viagens dos 20

De all star vermelho desbotado, calça jeans e uma camiseta branca. Passei em frente ao cursinho próximo ao trabalho e me dei conta de que me visto como os wannabe ESPM. O espelho do elevador é um péssimo conselheiro quando se está com a resseca do urso polar no meio do verão senegalês.

Enquanto o computador não liga, vou à copa pegar a maior caneca de café já vista nesse escritório de tecnologia. A porta rompe o silêncio e ele entra de camisa verde escuro e calça preta. Bom dia. E que belo dia. E sua banda de jazz. Era brincadeira. Ah, eu acreditei. Então acredita que você é bonito, bonito.

Fico tão nervosa e pego o maço fechado e saio para fumar. Dá para emendar dois já que a caneca tá cheia e o prédio vazio. Esses diálogos se alongam na minha cabeça e resolvo entrar e iniciar os trabalhos, checar se há email e inventar umas histórias enquanto não o vejo novamente.

Encontrei com ele na copa. Me pediu em casamento. Eu disse sim para tudo. ahhaha

Umas cinco conversas virtuais e nada muito interessante compartilhado em tanta janela. A música está se repetindo pela 5ª vez quando uma janela sobe. tem aula hoje? Tenho, mas acho que não vou. De novo. Então toma um drink comigo? Será que tomar um drink é adequado para minha faixa etária? Claro.

Não era o tipo de bar que tinha em mente, mas é bacana. Acho que sou a única pessoa de tênis aqui, mas ele não liga. Será? Acho que devia ter ido à aula, mas agora é tarde para sair correndo e caçar o ônibus. Nem deve passar ônibus aqui perto, muito menos para o mundo além ponte. Ah, é bonito. Mas nada a ver.

Ah, que conversa mais fora de lugar. Eu te levo para casa. Ah, beijo. Que beijo. Que beijo. Que perfume. Que coisa.

Mas dormir na casa dele e eu falo que dormi aonde para minha mãe? Sim, eu sou um daqueles wannabe ESPM. Acabo de provar. Sim, vou embora com você. Sim, tenho certeza. Não sei. Você me deixa um quarteirão longe de lá. Ai, mas minha roupa vai ser a mesma de hoje. Quem liga, posso trocar de roupa que ainda estarei como aqueles meninos de uma rua qualquer da Vila Olímpia.

3 comentários:

The Mother disse...

Fodástica! Mother is watching you... Still...

Isabela Velloso disse...

Simply one of the best writting I ever saw... Hope you continue forever doing this marvelous thing of yours that is creating this art. Hope you reach all your dreams, all your goals. I will keep reading and waiting for your master piece. :)
Love, Isa S2

Mariana Fernandes disse...

❤️❤️❤️ Já te elogiei tanto a ponto de vc enjoar, aí leio isso e me pergunto: oq vc espera que seja dito ? Talvez fã resuma!