segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

Korea House


E num desses domingos ensolarados que prometia chuvas e desencontros, Rô e eu resolvemos ir onde o povo está. Caminhadinha até a Liberdade para tentar o Yakisoba da barraquinha. Mas a gente detesta Fila e Sol, ainda mais quando estas duas entidades andam de mãos dadas. Bora procurar um restaurante com sombra e água fresca.

Em meio a uma multidão de rostos desconhecidos, entramos em um restaurante coreano. Uma pequena longa espera (para quem tava de ressaca e suando em bicas). Não íamos arriscar, mas de repente...criatividade.

A gente resolveu que experimentar podia ser divertido. Nada antes de perguntar com que carne era feito o tal churrasco coreano. É, foi isso que a gente pediu. Não lembro de nada que acompanhava, só sei que muitas daquelas tigelinhas eram extremamente apimentadas. Sim, apimentadas. E a carne não era de dalmata, era contra-filé.

O mais divertido é que é você quem 'assa' seu churrasco. Rola uma chapa na mesa e você e seu cabelo vão sendo defumados juntos com sua carne meio moída, meio em tiras. E olha que é bem saboroso.

Para não dizer que eu tô inventando, dessa vez este post é realmente autobiográfico. Segue o cartão do restaurante. Comi e recomendo.

2 comentários:

Tadeu disse...

Q legal q vc gostou de nossa comida! espero q vcs passem mais vezes por la!

A propósito o nome da carne é Bur Go Gui! (Carne feita na brasa)

Um abraço,

Restaurante Korea House (Tadeu)

Paula Oliveira disse...

Aeeee!! hehe... É, experimentar sempre pode ser divertido e, algumas vezes, saboroso! Vide o exemplo do self-grill-coreano. Que tudoo!